A gravidez e o exercício físico

Comecemos com uma pergunta frequente: «Engravidei, posso continuar a fazer Exercício Físico?».

Como Personal Trainer, sou por vezes questionada com esta dúvida das mulheres que praticam exercício físico e que ficam grávidas.

É perfeitamente normal e é óbvio que é possível e aconselhado a praticar Exercício Físico, desde que, não haja nenhuma contra-indicação nem nenhuma complicação com a gravidez, o que devem perguntar sempre ao vosso médico.

É também verdade que a gravidez torna-se numa emocionante e surpreendente aventura que provoca algumas mudanças na vida e no corpo de uma mulher.

Por isso, manter e continuar com uma boa forma física contribui para superar alguns aspectos menos agradáveis que possam surgir. Aliais, se o exercício físico for realizado com regularidade, o parto pode ser facilitado, devido ao aumento de resistência física e ao controlo muscular.

O exercício físico na gravidez tem excelentes benefícios. Contribui para o aumento dos níveis de energia, da flexibilidade, da resistência à dor e ao cansaço presente durante toda a gravidez. Contribui ainda para estabilizar e regularizar a tensão cardiovascular que aumenta frequentemente durante a gravidez.

Porém, um dos grandes receios da “Mulher Desportista”, prende-se com o facto de ganhar peso excessivo durante a gravidez, mas se continuar com o exercício físico o aumento de peso pode não ser tão significativo e a recuperação da forma física pós-parto pode ser mais rápida.

O exercício físico melhora a postura e previne nomeadamente as dores lombares que surgem durante a gravidez. Melhora o estado psicológico da mulher, que sofre alterações constantes, melhora o seu aspecto físico e ajuda muito a sentir-se melhor consigo própria com a sua nova imagem –

“Uma grávida linda e maravilhosa!”

 

Algumas Considerações:

. Ter autorização médica para treinar.

. Os exercícios devem ser prescritos por um profissional do exercício físico – Personal Trainer.

. Iniciar o treino com um aquecimento ligeiro.

. Deve evitar a apneia durante o treino e deve controlar a sua frequência cardíaca de treino, sendo aconselhado a não exceder os 140- 145 bpm (batimentos por minuto), pois pode provocar falta de oxigénio ao bebé e em momento algum deve atingir o cansaço extremo.

. Os exercícios devem ser sempre moderados e realizados de forma regular e sempre que se sinta cansada, deve informar ao seu PT e descansar.

. Deve ter cuidado com o treino excessivo, pois juntamente com a sua vida profissional e com a rotina do seu dia-a-dia pode provocar fadiga crónica.

. Deve informar ao seu PT se sentir dores lombares, abdominais ou no púbis bem como nas articulações em geral. Se sentir enjoos, sangrar ou se lhe subir a pulsação em demasia, deve parar e consultar o seu médico.

. Deve manter-se bem hidratada, beber água com frequência e não transpirar em excesso.

Seja uma Grávida Fitness e Saudável!

Gravidez não é doença, é uma Dádiva da Vida!

(Artigo da Personal Trainer Susana Lopes)

IMG-20180822-WA0031

Depoimento

Hoje partilhamos o depoimento da sócia Lila Alves que decidiu-se manter ativa ao longo da gravidez, nunca interrompendo os seus treinos com a professora Susana Lopes. Os benefícios, diz, foram imensos.

 “Quando fiquei grávida um dos meus maiores medos era a hora do parto. Todas as mães com quem falava tinham uma história diferente, umas pareciam autênticos filmes de terror outras eram tão romantizadas que eram difíceis de acreditar.

Acabei por deixar de as ouvir. Ia ter a minha própria história e ia fazer com que fosse a melhor experiência para mim e para a minha bebé.

Todos os livros indicavam que o exercício físico seria um bom aliado. Com luz verde da minha obstetra e em conjunto com a PT Susana Lopes preparou-se um plano de exercícios adequados a mim e à bebé.

Durante toda a gestação pratiquei exercício físico sempre controlado e sob o olhar atento da Susana que mesmo quando pensava que não conseguia já ela sabia que o ia fazer e bem. Mais que uma Personal Trainer, foi sempre a maior e melhor impulsionadora quando as hormonas andavam aos pulos.

Ao longo das semanas eram notórias todas as alterações no meu corpo, o aumento de peso, o volume, contudo nunca me senti cansada e as dores lombares eram mínimas. Nunca senti desequilíbrio ou quebras de tensão, o que fez com que todas as tarefas do meu dia a dia fossem feitas com muita facilidade.

O exercício físico ajudou com que aumentasse a minha auto estima e descontração sempre difíceis de encontrar numa grávida.

O parto decorreu de forma natural e descontraída. As contrações apesar de dolorosas foram controláveis e ao fim de 12 horas (+ou-) de trabalho de parto a dilatação estava completa e a Carolina nasceu num ambiente calmo e sem traumas.

Não tenho qualquer dúvida que o exercício físico praticado de forma regular e orientado foi preponderante para um parto natural, com menos dor e mais rápido.

Só tenho a agradecer todo o empenho e dedicação da Personal Trainer Susana nesta etapa tão importante para mim.”

IMG-20180822-WA0028

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: